A eletroterapia é uma modalidade terapêutica amplamente utilizada na fisioterapia no tratamento de disfunções dolorosas de origem articular e neuromuscular e também no incremento do recrutamento muscular de músculos fracos principalmente no período pós-operatório de lesões ortopédicas. A eletroterapia é aplicada através de correntes elétricas de intensidade controlada que podem ser polarizadas ou não-polarizadas por meio da aplicação de eletrodos sobre a pele com um meio de condução que pode ser gel ou também água, no caso das correntes polarizadas.

Kinesis Fisioterapia Ribeirão Preto Clínica

Uma das principais formas de correntes elétricas utilizadas na eletroterapia é o TENS, que consiste na eletroestimulação nervosa transcutânea, utilizada principalmente para diminuição das dores agudas e crônicas. O TENS tem como princípio a aplicação do estímulo elétrico sobre a pele por meio de eletrodos de modo a “competir” com o estímulo doloroso e dessa forma diminuem apercepção da dor e também a excitação de vias neurais que estimulam a liberação de substâncias como endorfinas que são responsáveis pela sensação de alívio e bem-estar, controlando desta forma o estímulo doloroso.

Kinesis Fisioterapia Ribeirão Preto Clínica

Outra forma de estimulação elétrica utilizada pela fisioterapia é o FES ou NMES, que significa eletroestimulação neuro muscular que consiste na aplicação de corrente elétrica por meio de eletrodos sobre a pele com o intuito de aumentar o recrutamento muscular, ou seja, aumentar a quantidade de fibras musculares excitadas durante um exercício de fortalecimento muscular e evitar a inibição muscular, que é muito comum no pós-operatório de lesões de joelho, ombro, quadril dentre outras alterações ortopédicas quando a inflamação e o edema (inchaço) na articulação são recorrentes.

Kinesis Fisioterapia Ribeirão Preto Clínica

Outro recurso amplamente utilizado pela fisioterapia é o ultrassom, que consiste na transformação da energia elétrica em ondas mecânicas sonoras através de um transdutor que é posicionado diretamente sobre a pele de forma a produzir um efeito mecânico sobre o tecido alvo, que produzirá uma resposta pró-inflamatória no tecido afetado com o intuito de acelerar o processo de recuperação. Os aparelhos de ultrassom utilizados pela fisioterapia são aparelhos considerados de baixa frequência, portanto são diferentes dos aparelhos utilizados para diagnóstico radiológico, que são de alta frequência. A terapia com ultrassom é indicada para lesões caracterizadas por processos inflamatórios agudos e crônicos, como tendinopatias, entesopatias, dentre outras.